MC Neguinho do Kaxeta: Respeita Minha História c/ letra

O canal Kondzilla acabou de lançar o clipe do MC Neguinho do Kaxeta: Respeita Minha História – Clipe e letra da música completa aqui no site.

Letra da música Respeita Minha História

“Tem um neguinho ali mano, neguinho tá com uma música pesada, aí os cara falou “chama esses cara ae.” Aí eu encostei no bagulho e eles falou “Manda aí, manda aí”.
Aí quando mandei a música, era… Foi a parte do rap que era “Eu vim aqui pra curtir, sacudir como mlk que…”. A quebrada toda na palma da mão
O Tutu já me chamou nas ideias, falou: Mano, vamo gravar esse bagulho ae truta, vamo gravar! Aí numa dessas aí cantando de baile em baile, várias quebrada. Cantei muito em quebrada, hoje em dia a gente canta né e é muito valorizado. Começo de MC assim é… Sertanejo é no bar né, nos barzinho… Nossa roda de funk é na quebrada mesmo. E eu sempre mandava uma música. O finado Primo me deu um salve “Ó mano, botei seu nome ali, botei Neguinho do Kaxeta porque sua quebrada aqui o nome é Kaxeta, tem algum problema? Falei “Não, já tá, vamo mandar marcha” aí já era. Aí daí pra frente virou Neguinho do Kaxeta, mano

Agora é sério hein Yuri!

Quem tava lá? Quando os relíquias fincaram nossa bandeira
Eu tava, você não né?!
Deixa eu falar
Pezinho no chão, bebê
Não fala besteira
(2x)
Tomar no teu cru*, rapah!

Respeita a minha história
Antes de bater no peito e julgar
Baixe a bola procure saber quem eu sou
Minha trajetória não foi da noite pro dia
Da água pro vinho, confesso que demorou

Eu… Sou do tempo que o asfalto era fora de cogitação aqui
A chuva caía e o futebol era na lama
Passageiro do tormento
Visitei a fome, nunca desisti
Um por amor, Dois pelo Funk
Consequência: a fama

Vou passar a visão aqui
Absorve se quiser, tá?!

Lançou um carrão legal, dobre a humildade
Foi pra uma goma melhor, dobre a humildade
Conquistou um hornetão, dobre a humildade
Muita calma na soberba, imita a simplicidade

Vou ter que falar.

Só que talvez
Não, cê não tem que ir por ninguém, cê vai por você mesmo, tá ligado?
Não devo nada a ninguém. Aí nunca me amarrei com ninguém, nunca me prendi com ninguém. Se eu devo é tipo assim, encontrar com um parceiro que me levou de carro algum dia, tomar uma pinga com ele.
Ou sair no pião, levar ele no baile, ver como é que tá hoje. Porque gratidão, só isso, tá ligado? Sou grato. Não posso tá com os cara constante mas sempre que eu posso eu tô na quebrada
Eu tenho 17, pra fazer 18 anos no funk agora. Não é pra ficar pagando… Vale de nada se eu não fizer um trabalho mil grau, mano! É atrás de fama que eu tô no funk? Coisa* nenhuma! Isso é consequência do trabalho
Eu conheci o bem e conheci o mal, eu escolhi o bem. Muitas pessoas não abriram a mente. Por ser da quebrada, todo mundo que teve alguma coisa roubou alguém ou se jogou. Eu tenho vários amigos que foi nessa, vários tão preso. Mas eu escolhi o funk, sempre coloquei na frente a música e o funk.

Cê colhe o que nós plantamos
São 15 anos, são 17 né?!
Mas vamos falar que é 15
São 15 anos, não dias
Eu tava lá bem… quando tudo começou
A tua cara dá nojo
Paga de soberania
Respeita quem pôde chegar
Onde a gente chegou

Quem tava lá? Quando os relíquias fincaram nossa bandeira
Eu tava, você não né?!
Deixa eu falar
Pezinho no chão, bebê
Não fala besteira
(2x)
Tomar no teu cru*, rapah!

Informações adicionais

DJ / Produção: DJ Yuri Martins (música) e Kondzilla (videoclipe) sob encomenda da GR6 Eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.